A Falta de Liquidez
devida, por um lado, às enormes perdas das empresas financeiras, e por outro, devida à incerteza sobre o dia de amanhã, é a principal causa da crise económica.

De momento, o consumo retraiu-se devido à falta de confiança e às limitações de crédito. Se as empresas começarem a falhar os pagamentos entre si, então a crise intensificar-se-á, com falências em cadeia e, além de crise económica teremos uma gravíssima crise social.

A enorme dívida externa dificulta a captação de crédito externo.

Cada vez menos empresas estrangeiras investem em Portugal por não oferecermos um rácio qualidade/custo da mão-de-obra atractivo.

A solução para a crise nacional que se vem arrastando depende de nós. A forte sacudidela irá possivelmente acordar-nos e permitir extirpar as maleitas que há muito nos afigem.